Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Johnny Depp alega legítima defesa para justificar agressão em set
21/08/2018 07:15 em Novidades

Envolto em polêmicas sobre sua vida pessoal, Johnny Depp afirmou que os socos que desferiu contra um membro da equipe técnica do suspense City of Lies foi em "legítima defesa". De acordo com documentos da disputa judicial envolvendo o astro de Piratas do Caribe divulgados pelo site The Wrap, o ator alega que agrediu o gerente de locações Gregg Brooks por ter sido "provocado".

"Os atos denunciados pelo autor foram provocados pela conduta ilegal e errada do autor que voluntariamente e maliciosamente atuou e conduziu suas atividades de tal maneira a causar no réu Depp o medo por sua segurança", alega a defesa do ator. O texto ainda diz que o cineasta Brad Furman (Conexão Escobar) também teria temido por sua própria integridade física.

Em junho deste ano, Brooks processou Depp, Furman e os produtores da Good Films. De acordo com a queixa, o gerente de locações precisou avisar Depp e o diretor que as filmagens nos arredores de um hotel no centro de Los Angeles precisavam ser encerradas. A equipe de City of Lies tinha permissão para filmar na rua, que estava interditada para a produção do filme, até 22h. Quando a equipe extrapolou o limite, foi dado um prazo maior. Por volta de 22h50, a equipe do filme foi avisada que precisaria rodar a última tomada para encerrar o ciclo de filmagens naquele dia. 

A queixa de Brooks conta que sabia que Depp "poderia se irritar" e pediu para ser acompanhado por um policial no trato com o ator. Antes que Brooks conseguisse solicitar a companhia de um agente, Depp o teria abordado Brooks de forma agressiva e gritado com o rosto quase colado no do agente de locações. "Quem é você? Você não tem o direito de me dizer o que fazer". Depois disso, Depp teria dado dois socos no autor do processo. Durante a confusão, Depp ainda teria oferecido US$ 100 mil para o homem. A oferta envolvia Brooks aceitar receber um soco no rosto.

City of Lies conta com Depp no papel de um detetive da polícia de Los Angeles que investiga os assassinatos dos rappers Tupac Shakur e Notorious B.I.G., que já estava finalizado mas perdeu a data de estreia em função desta e de outras controvérsiasenvolvendo o ator de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald. O longa conta com Forest Whitaker no elenco.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!